Segundo o próprio BCE, hackers invadiram seu sistema e roubaram informações de seu sistema interno, como nomes e endereços de contatos cadastrados.

O crime foi descoberto após uma mensagem de e-mail anônima enviada para o BCE, aonde os hackers pediam dinheiro em troca da devolução de tais dados.

A instituição, sediada em Frankfurt, Alemanha, já contatou a polícia local, que prosseguirá com as investigações devidas.